sábado, 15 de agosto de 2009

Coisas de cá- A nossa região! Casal instala parque naturista.

Casal holandês instala parque naturista em Ermidas-Sado

Os holandeses Laura e Jeff "despiram-se" da vida que levavam no seu país, abandonando casa e empregos, em busca da "paisagem linda" do Alentejo, onde há quatro anos instalaram um dos raros parques de campismo naturistas de Portugal.

Para lá do muro pintado de ocre e da figura feminina de corpo desnudado, que compõem a entrada do Monte Naturista "O Barão", a meio caminho entre as localidades de Abela e Ermidas-Sado, no concelho de Santiago do Cacém, está o novo mundo do casal, onde concretizou o sonho de uma vida.

Arriscaram antes dos 30. Agora, já contam 33 e 34 anos, mas não se arrependem da decisão que tomaram, respondendo prontamente à pergunta da agência Lusa sobre se foi a atitude certa: "Oh yeah", diz Jeff de Groot, para quem o português ainda não é a língua mais falada.

"Ele está mais habituado ao inglês e ao alemão. Já eu, que tenho também passaporte italiano, sou de descendência latina e por isso aprendi a língua facilmente", acrescenta Laura Vasselli, num português quase irrepreensível.

Aos 27 anos, assumiu com o companheiro a aventura de buscar, algures entre Grândola e Aljezur, o terreno perfeito para instalar um parque de campismo naturista.

"Viajámos durante um ano e acabámos por escolher esta zona", conta Laura, que descreve, na página da Internet, o terreno "lindo com sete hectares, com muitos sobreiros, pinheiros, eucaliptos e oliveiras, na paisagem linda do Alentejo, onde parece que o tempo ficou parado durante anos".

O apoio e o "bom contacto" da autarquia e dos habitantes locais também pesaram nesta decisão, apressa-se a acrescentar Jeff.

Na Holanda, enquanto Laura era administrativa, Jeff trabalhava em marketing, conhecimentos valiosos na hora de elaborar o plano de negócios para o investimento no Alentejo.

Ambos não hesitaram em abandonar os empregos e vender a casa, refugiando-se nesta zona do Alentejo Litoral, rodeada de "aldeias pitorescas, cidades antigas e encantadoras, barragens desertas, praias naturistas fantásticas e alentejanos simpáticos", como descrevem.

Aí, instalaram um dos dois parques de campismo naturistas do país (o outro fica em Oliveira do Hospital), a que se junta um terceiro, que é misto (perto da praia da Salema, no Algarve).

Pretendem mantê-lo "pequeno" e com muito espaço livre para o contacto com a Natureza, além de que a proximidade das praias, em particular a do Salto, em Porto Covo (Sines), uma das seis oficiais para o naturismo, contribui para a excelência da localização do seu monte alentejano.

A "liberdade" da nudez, que Laura descobriu aos 16 anos e Jeff conheceu desde sempre, é encontrada aqui, onde apenas trajam uma toalha ou uma saída-de-praia quando recebem a visita de "têxteis", designação que utilizam para qualificar os não naturistas.

"Não sei explicar. É uma liberdade, nada aperta o corpo", tenta desenvolver Laura, coadjuvada por Jeff, que sintetiza: "É fácil. Não precisas de trazer roupa, vais para o duche com o teu próprio fato".

Aos mirones, que por vezes espreitam o monte vedado, o casal deixa o convite.

"Nós preferíamos que tocassem à campainha e entrassem. Não há nada para ver aqui. As pessoas estão apenas a passar férias, a ler um livro, a jogar à bola... mas sem roupa!", afirmam, livres dos preconceitos de outros e sem problemas de pôr o seu mundo a "nu".