quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Isto será verdade?

    29 de Outubro de 2014
                  

Nos últimos dias uma notícia tem circulado insistentemente na internet.
NASA confirmou que a Terra experimentará 6 dias de escuridão quase completa entre os dias 16 a 22 de Dezembro. O mundo continuará a existir durante esses dias, sem luz solar, devido a uma tempestade, que fará com que poeira e detritos espaciais tornem-se abundantes ao ponto de bloquearem 90% da luz solar.
O chefe da NASA, Charles Bolden, que fez o anúncio, pediu a todos que mantenham a calma. Este será o produto de uma tempestade solar, a maior dos últimos 250 anos, por um período total de 216 horas.
Apesar dos seis dias de escuridão que virão em breve, os funcionários dizem que a Terra não vai sofrer grandes problemas, uma vez que seis dias de escuridão estão longe de ser o suficiente para causar grandes danos a qualquer coisa.
Assim, um espectáculo impressionante e único. 90% da luz solar significa uma escuridão quase total, mas não é o caso de preocupar-se: já no passado tinha acontecido o mesmo e a raça humana sobreviveu.

Celebre foi o "apagão" de 1492: no dia 6 de Outubro de 1492, por exemplo, Cristoforo Colombo tinha avistado pela primeira vez na história as ilhas Açores, mas logo no dia seguir começou uma tempestade solar excepcional e as três caravelas ficaram na escuridão, perdendo-se. Quando a luz voltou, já estavam perto da América e Colombo até pensava ter chegado na China.

Mais trágico foi o apagão de 1666: em Londres todos os habitantes ligaram as velas e em breve a capital do Reino Unido pegou fogo, naquele que ficou conhecido como Great Fire of London (o Grande Incêndio de Londres, lembrado mais tarde pelo grupo dos Clash com a canção London's Burning). 

Mas o que são estes "poeiras e detritos espaciais" que travam a luz do sol?
A questão não é simples e tem a ver com as leis da astrofísica e, mais uma vez, com a actividade humana.

Por exemplo: já perguntaram-se para onde vai a poeira libertada pelos carpetes que as vossas mães limpam fora da janela? A quantidade é pouca, mas pensem em todas as mães de todo o planetas: no final de alguns anos, cria-se em redor da Terra uma camada de pó que, em ocasião de tempestades solares particularmente fortes, compacta-se até formar um verdadeiro escudo.

Juntem os detritos capturados e lançados para o espaço por fenómenos atmosféricos naturais quais tornados, trombas de ar ou furacões: falamos aqui de sacos de plásticos, telemóveis velhos, garrafas de cerveja vazias, embalagem de batatas fritas com ketchup, pinguins e mais ainda. Lógico que a luz do Sol não consiga passar.

É o caso para ficar preocupados? Não, o importante é comprar algumas pilhas e lembrar-se de ligar as luzes do carro mesmo durante o dia. Após 216 horas, tudo voltará ao normal.

Entretanto, a questão dos detritos será discutida na Cimeira de Paris, em 2015: provavelmente serão introduzidos limites no número de carpetes que cada País poderá limpar em cada mês pois, segundo as últimas pesquisas, o pó não apenas provoca espectáculos como o actual mas até contribui para o Aquecimento Global.

Fonte