sexta-feira, 26 de outubro de 2012

"IDIOTAS, PALHAÇOS E BANDIDOS..."


Até parece que Armindo Rodrigues (1904 – 1993) escreveu o poema no momento presente!


"IDIOTAS, PALHAÇOS E BANDIDOS..." 
"Idiotas, palhaços e bandidos,
enfatuados, ocos, ignorantes,
do capital humildes servidores,
ante os trabalhadores majestosos,
melífluos, devotos, afectados,
hipócritas, sem escrúpulos, grosseiros,
no apetite à solta insaciáveis,
na total desvergonha sem remédio,
agiotas vorazes para os pobres,
para os ricos mãos rotas sem medida,
impávidos na asneira triunfal,
relapsos no logro e na mentira,
useiros e vezeiros na traição,
são os que nos governam e eu desprezo."


  
CF1105CD-B2DB-45E4-A2D7-27302C3D0C54@lan