quinta-feira, 27 de outubro de 2011

As malhas que se vão tecendo em torno da situação Europeia!

 Provavelmente as opiniões deste deputado inglês, que se publicam em texto e vídeo, em baixo podem esconder intenções que favoreçam a Inglaterra. Porquê? Porque este país está na  União Europeia, mas não está na Zona Euro. E é um digno representante dos interesses dos Estados Unidos na Europa. Interessar-lhe-à  o descalabro do euro, para ser o receptor das grandes fortunas arranjadas nalguns países do sul (entre os quais Portugal) nos últimos anos. E aos americanos interessa-lhe o desaparecimento do euro para continuarem a ter o dólar como moeda padrão no mundo.




Entrevista com o deputado europeu Nigel Paul Farage.


Começa assim:

Na Eslováquia o líder da oposição: diz que o acordo para aprovar a expansão do fundo de resgate da U E, foi alcançado e será votado no final de semana. Ontem o Parlamento eslovaco votou contra o acordo, provocando o colapso da coligação que governava o país. A Eslováquia foi o único membro a dizer não ao aumento do fundo, que já recebeu luz verde de 16 dos 17 membros da Zona Euro.



Vamos falar com o deputado britânico, Nigel Farage, que nos vai falar mais sobre o assunto.


Obrigado por estar connosco. Sabemos que a Eslováquia vai fazer nova votação na esperança de aprovar o aumento do fundo de resgate: porque haveria de querer boicotá-lo?...quando o dinheiro pode ser usado para ajudar o país? Permita-me corrigi-lo . Quando disse que 16 países votaram a favor do resgate da Zona Euro, ..o que quis dizer foi 16 Parlamentos cheios de políticos de carreira e não 16 países, porque lhe digo uma coisa: se você levasse este pacote a referendo na Europa a grande maioria dos países diria "não".
Por isso a Eslováquia disse "não" a noite passada, mas claro que o não" não é suficiente, o "não" é inaceitável na actual U E, se disser "não", como os Irlandeses fizeram há 2 anos, e os Eslovacos fizeram a noite passada, terão de votar novamente até obterem a resposta certa, o que nos dá uma ideia real deste projecto.
Na sua opinião; a repetição da votação é motivada por questões questões políticas, ...mas será que chega aumentar o fundo de resgate para 440 mil milhões  se a Espanha ou  a Itália caírem?
Não escute.....É difícil prever o que irá acontecer, mas se a Itália cair, irá precisar de 2 biliões,  e qual é o sentido de resgatar estes países? O que são os resgates?


Será que estão a ajudar as pessoas na Grécia, em Portugal e na Irlanda?
Não, não estão!
O que estão é a dar dinheiro a estes países, para o devolver aos nossos bancos que o emprestaram em excesso. .....Tudo isto é uma loucura, estes países que estão presos numa prisão económica chamada Euro ... precisam é de desvalorizar a sua moeda, ....sem uma desvalorização, receberão mais pacotes de austeridade que os obrigam a entrar numa espiral de deflação,   que na minha opinião, poderá levar à revolução na Grécia e em Portugal. O que estamos  a fazer é estúpido e muito perigoso. 
Portanto, mais austeridade, para as pessoas, mais resgates para os bancos, ....como você diz. foram os bancos que causaram esta crise, mas o presidente da UE , José  Manuel Barroso, apelou a um fortalecimento coordenado dos bancos da região ,, mas será que isso poderá evitar uma nova recessão, ou será que é mais uma forma de encher os bolsos dos banqueiros? O que é, é uma forma de preparar os bancos, para os incumprimentos desses países da Zona Euro. É por isso que estão a recapitalizar os bancos. 


Aceito que a dívida soberana e a dívida bancária são dois assuntos distintos, mas a interligação entre elas também é muito forte.
temos de perceber:...eu acabei de vir agora do parlamento com o sr, Barroso, e estas pessoas estão absolutamente empenhadas, em criar uns Estados Unidos da Europa . Não querem saber de quantos milhões de pessoas são atiradas para o desemprego, não querem saber da onda de miséria humana que causaram, têm o seu objectivo político. Mas a realidade é que o plano está a falhar, não só em termos económicos, como políticos.  
Podemos falar do Parlamento Eslovaco ,  mas olhemos para o que aconteceu na Finlândia no início deste ano, onde um partido praticamente  novo obteve 20% dos votos, olhemos para as sondagens na Holanda, ..existe actualmente uma cisão na Europa entre o norte e o Sul, no norte estamos a testemunhar uma revolução democrática contra o conceito do euro e a ideia de que pessoas como o sr. Barroso e o meu velho amigo Van Rompuy, possam governar 500 milhões de pessoas. Não é aceitável. 
No que toca à Zona Euro, o senhor diz que falhou economicamente e politicamente. Qual é a solução, qual o  é objectivo?
Bem , há 9 meses que apelo repetidamente por um plano B....Será que podemos ser crescidos? Será que podemos ser adultos? E será que podemos ser bons europeus e reconhecer que quando a inevitável falência Grega chegar, a não ser que tenhamos um plano B, logo no dia seguinte os bancos não terão dinheiro, não haverá pão nas padarias. Será que  devamos ter um plano de contingência  que nos permita lidar com este problema? Hoje ainda não prepararam absolutamente nada, o que mostra o quanto estas pessoas são perigosas e irresponsáveis. Penso que os economistas irão começar a delinear um plano de contingência , que permita à Grécia , Portugal e provavelmente à Irlanda abandonar o Euro e reestruturar as suas dívidas, criar uma nova moeda que desvalorize talvez uns 50 ou 60%,  e tal como a Islândia provou em 2008, por vezes é melhor encarar as más noticias, aceitar a realidade e recomeçar. E é o que precisa acontecer.


A Sérvia é o ultimo país a mostrar interesse em juntar-se à U E.
A sua candidatura já foi avançada pela Comissão Europeia. Que benefícios existem,quando a região passa por tantas dificuldades?...Ouvi alguns analistas descreverem a adesão à Zona Euro como ratazanas a saltarem para um navio naufragado". Sim é muito estúpido....uma vez mais é a classe política que quer fazer isto. 
A Sérvia claro, e os políticos Sérvios, vão tornar-se multimilionários se se juntarem à União Europeia, e isso é extremamente aliciante para eles, e até talvez para o povo Sérvio,....mas pensemos no seguinte :  há apenas 10 anos, tivemos os Croatas e os Sérvios a matarem-se uns aos outros em grande número, para poderem estar em países separados. E agora os seus líderes querem uni-los novamente no mesmo tipo de união política que a Jugoslávia era. Penso que isto é de loucos.

Nigel Farage: deputado europeu.


Quem é Nigel  Farage ?

Nigel Paul Farage (nascido a 3 de Abril de 1964) é um politico inglês, que foi lider do Partido Independente da Grã-Bretanha (UKIP). Eleito como membro do Parlamento Europeu integra o Grupo Eurocéptico Liberdade e Democracia.

Em 2005 Farage apresentou ao PE o requerimento que questionou as férias de Durão Barroso passadas a bordo do yatch de luxo do multimilionário grego Spiro Latsis. A “crise” na Grécia não tem sido assim tão horrivel para alguns, uma vez que a Comissão Europeia tinha aprovado apenas um mês antes um crédito de ajuda financeira à empresa de navegação de Latsis no valor de 10,3 milhões de Euros. Outro comissário, Peter Mandelson, por se prestar a fretes idênticos, foi convidado para usufruir de estadia na Jamaica. O escândalo foi publicado na prestigiada Die Welt, mas a moção de confiança que pôs em causa o lugar de Barroso apenas conseguiu obter a condenação por 75 eurodeputados. Para se avaliar sobre o modo anti-democrático como funciona este antro, o eurodeputado Roger Helmer do grupo conservador EPP-ED (European People's Party - European Democrats) foi expulso a meio do debate pelo seu lider por ter apoiado a moção de Farage.