sábado, 1 de janeiro de 2011

O que nos espera no ano de 2011

O ano que começa hoje à meia noite não irá ser um ano fácil para a maioria dos portugueses!
Digo maioria, porque serão sempre os mesmos e os que menos podem a pagar as crises.
Será já a partir de amanhã que vamos sentir os efeitos das medidas tomadas.
Aqui vão algumas:


 Subida dos impostos, redução salarial, corte nos benefícios sociais, pensões congeladas, novas taxas para as contribuições para a Segurança Social, serviços de saúde mais caros e menos meios na educação.

A primeira a ser sentida será, provavelmente, a subida do IVA em dois pontos percentuais. 

Os funcionários públicos que ganham mais que 1500 euros mensais vão ter um corte no seu salário que vai dos 3,5 até aos 10 por cento.
Na área da saúde  os serviços prestados também irão afectar quem deles venha precisar. Aumentos , cortes nos transportes de ambulância etc. etc..
Os transportes aumentam, a electricidade..... enfim vai aumentar tudo.
O problema é ... pedem-se sacrifícios e ninguém acredita  nos resultados.
Será que nós portugueses ,quando hoje à meia noite ao formularmos votos de um bom ano novo o faremos com convicção.
Não....o ano de 2011 não será um bom ano para os Portugueses. E não se vislumbra qual será o ano em que isso seja possível. O que se pode desejar é muita saúde e coragem para enfrentar os problemas que já temos e os que aí vêm , mas que alguns parecem não querer vislumbrar.