sábado, 19 de dezembro de 2009

Gelo desaparecerá do Ártico em 2014















Provavelmente este será o novo Mapa de Portugal



O ex-vice-presidente dos EUA Al Gore disse ontem durante a cúpula climática em Copenhaga que novas projecções baseadas em modelos feitos por computador sugerem que o Oceano Árctico poderá ficar quase sem nenhuma camada de gelo durante o verão de 2014. No início do ano, uma agência do governo americano previu que somente em 2030 o gelo sumiria do Árctico. " É difícil de traduzir o assombro que os especialistas na ciência do gelo sentiram quanto viram isso " , disse Gore, que se uniu a autoridades da Escandinávia para apresentar os dados. Foi a primeira participação do ex-presidente, hoje um activista ambientalista, na conferência de Copenhaga. O grupo apresentou dois novos estudos que actualizam os possíveis desdobramentos e transformações climáticas na Antárctica. " A hora para acção colectiva e imediata contra a mudança climática é agora " , disse o ministro das Relações Exteriores da Dinamarca, Per Stig Moeller. Gore disse que alguns modelos apontam que há 75% de chances da capa de gelo do pólo norte desaparecer no verão, dentro de cinco ou sete anos.