sábado, 27 de maio de 2017

.... Sem saudosismos e sem preconceitos

                         


Sem saudosismos e sem preconceitos, Alvalade não pode deixar de reconhecer que no período anterior à Revolução dos Cravos houveram conterrâneos nossos que fizeram e deixaram obra feita e que  ainda hoje serve a freguesia e a população. Hoje estão esquecidos, e alguns foram mesmo varridos dos topónimos das ruas. As mudanças de regime são também isto… Mas Alvalade deve tanto aos dirigentes e líderes locais do pós 25 de Abril como a muitos outros do período anterior. Será a história e não nós aqui, que se encarregará, com o necessário distanciamento, de lhes fazer justiça. A muitos desses alvaladenses, hoje praticamente esquecidos, se deve a rede de abastecimento de água e saneamento básico, a luz eléctrica da vila, os primeiros telefones, a criação do Posto de Culturas Regadas, o cinema de Alvalade, a fundação da Casa do Povo, as várias pontes e estradas que servem a freguesia, a Associação de Regantes, a extinta estação de Correios, o Futebol Clube Alvaladense, entre muitos outros benefícios.
Hoje regressamos novamente a 26 Janeiro de 1958, dia da inauguração da rede eléctrica na vila, uma data muito esperada e vivida  intensamente na freguesia.  Na fotografia, convidados, dirigentes e população local convivem e petiscam no antigo mercado da Praça da República, um dos espaços centrais daquela que terá sido uma das maiores e melhor organizadas inaugurações da história da freguesia.
_LPR.... 
Com a devida vénia ...http://www.alvalade.info/visitacao-a-alvalade-e-igreja-matriz-em-1715-transcricao/

Estou totalmente de acordo com o que o Luís escreve .. fazendo uma comparação, com o tempo actual e aquele tempo , a minha opinião é que... e vivendo no tempo de então...havia mais dedicação e entrega à terra , do que há hoje.....quero dizer , depois do 25 de Abril... houveram muitos.. que se apropriaram da situação e emergiram fazendo-se passar por ( cristãos novos...A" ) e beijando sempre o símbolo do 25 de Abril...aproveitaram-se.... olhando  mais pelos seus interesses,  pondo de lado os interesses da comunidade.

A "-Usei este exemplo numa referencia  ao reinado  de D. Joâo ll , quando da expulsão dos Judeus..