sexta-feira, 25 de maio de 2012

Na Grécia mãe e filho atiram-se de prédio de mãos dadas



A crise na Grécia está a levar muitos ao desespero.     

 Ontem, um músico de 60 anos e a sua mãe, de 90 anos, atiraram-se do terraço de um prédio no bairro de Metaxourgeio, em Atenas. Testemunhas dizem que estavam de mãos dadas.
Mãe e filho viviam num apartamento no primeiro andar do edifício. Segundo o El Mundo, o músico estava desempregado e a família enfrentava graves dificuldades económicas.
Na quarta-feira, deixou um pedido de ajuda numa página da Internet para músicos e poetas. Escreveu: "O meu nome é Antonios Perris. Durante 20 anos cuidei da minha mãe de 90 anos, que há três ou quatro ano sofre de Alzheimer e recentemente foi diagnosticada com esquizofrenia e outros problemas. Os lares para idoso não aceitam pacientes com estas doenças. O problema é que eu não estava preparado e não tinha emprego quando começou a crise económica. Apesar de ter propriedades e ter vendido tudo o que consegui, fiquei sem dinheiro e já não tenho dinheiro para comer". "Não me ocorre nenhuma solução", concluía. "Alguém sabe alguma solução?", perguntava no site Stixoi.info.
A depressão é uma das doenças que tem aumentado na Grécia - nos últimos anos os tratamentos psicológicos terão registado um aumento de 40%. Segundo os cálculos da ordem dos médicos e de ONGs, nos últimos anos cerca de 2500 pessoas terão posto fim à sua vida neste país. Mas estes não são dados oficiais. Os últimos números oficiais conhecidos reportam a 2009, quando ocorreram 393 suicídios, o que já representava um aumento de 20% em relação ao ano anterior.



Fonte: Diário de Noticias