sábado, 28 de março de 2009

Internet para todos, vai criar problemas aos partidos politicos!

Quem hoje tem acesso à Internet,todos os dias recebe dezenas de Email que expõem a nu a vida dos políticos.
Se só por si a credibilidade dos que fazem da politica a sua actividade principal já anda muito por baixo, pior fica quando se sabem coisas que as pessoas nunca pensaram ser possível saberem.
Então vejamos este pequeno exemplo: António Vitorino só de presidir a mesa de Assembleia duma empresa ganha a módica quantia de 5.000 euros, por cada Assembleia realizada.
Este caso foi publicado num Jornal, mas correm na Internet ás dezenas, outros que os jornais não publicam.
E porquê não publicaram..... hoje os jornais de maior tiragem pertencem aos grandes grupos económicos, e como tal certas noticias não são publicadas quer por pressões internas ou mesmo externas
À medida que aumenta o numero de utilizadores na Net, maior é o numero de pessoas mais bem informadas. Todos os dias se trocam centenas de Emails denunciando casos escandalosos onde e quase sempre os visados são, ou já foram das áreas partidárias. E toca a todos , uns mais, outros menos conforme a oportunidade e o espaço de tempo que exerceram esse poder, por conseguinte a sua maior influencia nos locais mais ou menos estratégicos da vida nacional.E isto acontece num País que já está farto de ouvir as frases "vai-se abrir um inquérito ou vai ser constituido arguido", só que nunca se vai conhecer o resultado dos inquéritos e na Justiça já ninguém acredita.Isto aumenta o descrédito, qual doença contagiosa em relação aos partidos , e a todas as Instituições Publicas. Esta situação da falta de credibilidade nos orgãos de soberania gera falta de respeito e desinteresse pela vida democrática do País. Faz com que as pessoas desanimem, e vão perdendo o interesse pela coisa publica. Há trinta anos qualquer partido convocava um comicio e as pessoas apareciam, hoje se não tiver associado um repasto almoço ou jantar intervalado, com os discursos, um artista popular da nossa praça,os oradores falam para o boneco... ninguém os ouve....., mas o que interessa é a fotografia.