quarta-feira, 9 de julho de 2008

Alvalade- e o Alentejo estão condenados?

Ao escrever sobre a minha terra, faço-o com alguma tristeza! Voltei, mas a vila que deixei há quase 40 anos não existe, tem mais casas, menos pessoas, menos empregos, menos orgulho. Está
moribunda. Para mim que voltei do caos da grande Lisboa ,é me agradável viver nesta pasmaceira!Mas que futuro
para os meus jovens conterrâneos, numa terra, que deixou morrer alguma
industria e a agricultura está com morte
anunciada! E todos partem á procura de
melhor sorte!Formar família, viver e arranjar emprego em Alvalade é quase impossível! E é assim por todo o Alentejo. O poder central abandonou por completo o interior,para os políticos o que interessa é o litoral! Vou dar um exemplo: será que se a nossa ponte dos arcos estivesse em Lisboa estaria nas condições degradantes , direi mesmo vergonhosa em que está! Podia dar outros exemplos ainda mais graves para a população, mas ficamos por aqui!............